Entidades reprovam proposta de exame de ordem para médicos

porCIPERJ

Entidades reprovam proposta de exame de ordem para médicos

fonte: CREMERJ

Durante o XIII Encontro Nacional das Entidades Médicas (Enem), realizado entre 26 e 27 de junho, em Brasília (DF), a maioria dos representantes das entidades médicas nacionais rejeitaram a proposta de um exame de ordem para médicos, nos moldes do que é feito pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Quando questionados sobre se aprovavam essa modalidade para obtenção do registro, 73,39% dos presentes se disseram contra a iniciativa.

O Enem reuniu o Conselho Federal de Medicina (CFM), a Associação Médica Brasileira (AMB), a Federação Nacional dos Médicos (Fenam), a Federação Médica Brasileira (FMB), conselhos regionais de medicina e sindicatos de médicos de todo o país.

Contudo, matéria publicada pela Agência Brasil, que cobriu o evento, e disseminada em outras publicações, divulga que o exame de ordem é defendido pelas entidades.

“Acreditamos que o veículo se equivocou ao interpretar os dados da pesquisa feita na ocasião. Mais de 70% dos colegas reprovaram a ideia de um exame de ordem, opinião que também temos no CREMERJ. Somos a favor da avaliação seriada, ao longo da faculdade, sem punição, sem desclassificação, mas como uma forma de analisar o aprendizado durante a formação, dando chances ao aprimoramento e à formação de qualidade”, frisa o vice-presidente do CREMERJ Renato Graça, que participou do Enem.

Ainda durante o evento, ao serem perguntados se um exame de avaliação progressiva dos estudantes de medicina durante a graduação – com provas aplicas no segundo e no quarto ano e ao término do curso – deve ser conduzido em nível nacional, em processo coordenado por entidade externa à escola e sem prejuízo de avaliações internas por ela realizadas, sendo que os alunos em fase de conclusão que não atingirem a pontuação mínima exigida não poderão receber seu diploma e receberão da escola apoio acadêmico até a superação dessa etapa, 65,15% responderam concordar com a proposta, contra 31,06% de discordância e 3,79% de abstenção.

O manifesto síntese dos debates do Enem está sendo produzido e será apresentado nos próximos dias, onde será confirmado, dentre outros assuntos debatidos, que a maioria das entidades não concorda com o exame de ordem.

Sobre o Autor

CIPERJ administrator

Desde sua criação, a CIPERJ tem como principal objetivo unir a classe no Estado do Rio de Janeiro, lutando por seus direitos e, principalmente, por condições de trabalho ideais. Além disso, a entidade é responsável pela atualização de seus associados. Para isso, realiza reuniões científicas e divulga cursos e eventos que sejam importantes para o desenvolvimento do profissional.