Autor CIPERJ

porCIPERJ

Confira as normas para envio de trabalhos científicos para o XXXV Congresso Brasileiro de Cirurgia Pediátrica

com informações de CIPE

O XXXV Congresso Brasileiro de Cirurgia Pediátrica será realizado de 5 a 9 de novembro (segunda a sexta-feira), em Foz do Iguaçu.

FAÇA SUA INSCRIÇÃO E VEJA SUA PROGRAMAÇÃO

Trabalhos Científicos: Normas e Instruções

Todos os itens abaixo descritos serão rigorosamente considerados pelas Comissões Científicas (CC) para avaliação e aceite dos trabalhos submetidos.

I – Quanto à Inscrição, Aceitação e Apresentação de Trabalhos

  • Os trabalhos poderão ser submetidos como temas livres para apresentação oral (TL), vídeos (V) ou pôsteres (P), em português, espanhol ou inglês. A data limite para envio dos trabalhos é 31 de julho de 2018.
  • As CC selecionarão, entre os temas livres e vídeos, aqueles que serão discutidos e apresentados nas salas principais do evento.
  • O envio de trabalho e sua inscrição nos Congressos representa o compromisso do(s) autor(es) com sua apresentação no evento, desde que a aceitação seja confirmada pelas CC.
  • Não serão aceitos trabalhos de autores não inscritos nos Congressos ou com a taxa de inscrição ainda pendente.
  • O primeiro autor receberá confirmação da inscrição do trabalho. Caso o autor não receba a confirmação do recebimento do seu trabalho em até 3 dias após o envio, deverá entrar em contato com a organização por meio do e-mail contato@luminaeventos.com.br.
  • Os autores serão informados a respeito da aceitação dos trabalhos submetidos (TL, V, P) até 05 de outubro de 2018.
  • Cada primeiro autor poderá submeter no máximo 6 trabalhos e apresentar no máximo 3. Não há limite para coautoria.
  • Não serão aceitos resumos incompletos, com promessa de conclusão ou com menção do tipo: “os resultados serão discutidos…”
  • Os autores autorizam a publicação dos trabalhos nos Anais do Congresso, sem fazerem jus a qualquer remuneração por direito autoral.
  • As CC são soberanas no que diz respeito a avaliar, selecionar, aceitar ou recusar os trabalhos.

II – Quanto

LLeia mais

porCIPERJ

Alerta sobre pejotização

fonte: CREMERJ

A contratação de médicos no modelo de Pessoa Jurídica (PJ), sem as garantias previstas na Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT), é cada vez mais comum entre médicos no Brasil. A pejotização, como ficou conhecida essa forma de contratação, é considerada por muitos profissionais como positiva, por oferecer remunerações mais altas e sem descontos, mas é necessário ter conhecimento de algumas questões na avaliação desse tipo de contrato. Uma delas é a ausência LLeia mais

porCIPERJ

Demografia Médica 2018 revela ociosidade em 40% das vagas dos programas de Residência

fonte: CFM

Pouco menos que a metade das vagas para programas de Residência Médica (RM) no Brasil estão ociosas. Essa é uma das conclusões do estudo Demografia Médica no Brasil – 2018, desenvolvido pela Universidade de São Paulo (USP) em parceria com o Conselho Federal de Medicina (CFM) e com o Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp). Esse percentual materializa a exata distância entre a capacidade potencial ou pretendida e aquilo que é possível realizar com as LLeia mais

porCIPERJ

A reforma do ensino de medicina

fonte: Estadão | editorial

O Ministério da Educação (MEC) suspendeu a publicação de novos editais para abertura de cursos de medicina até 2023 e proibiu os cursos já existentes de criar novas vagas nesse período. Há 136 mil alunos de medicina no País, dos quais 85 mil estudando em faculdades privadas. Anualmente, são abertas 30 mil vagas, que estão longe de atender à demanda. No vestibular de 2016, a média foi de 65 candidatos por vaga nas universidades públicas. Na rede privada, LLeia mais

porCIPERJ

Ricos ‘não deveriam usar o SUS’, diz Drauzio Varella

fonte: BBC Brasil

Aos 75 anos, o paulistano Drauzio Varella é dono de opiniões fortes – e polêmicas.

Em entrevista à BBC Brasil no Reino Unido, onde participou de um ciclo de palestras organizado por estudantes brasileiros, ele defendeu que os ricos deixem de usar o Sistema Único de Saúde (SUS).

“Um país com mais de 200 milhões de habitantes ousou dizer que saúde é um bem de todos e um dever de Estado (…) Acho que, num país com a desigualdade do Brasil, temos uma parte LLeia mais

porCIPERJ

Porcentual de orçamento para a saúde no Brasil é próximo ao do africano

fonte: Estadão

Dados publicados nesta quinta-feira, 17, pela Organização Mundial da Saúde (OMS) revelam que o governo brasileiro destina para a saúde um porcentual de 7,7% de seu orçamento geral. A taxa é inferior à média mundial, uma das mais baixas das Américas e não distante do que governos africanos também reservam de seus orçamentos para o setor.

A informação, que faz parte do relatório anual da OMS sobre as estatísticas da saúde global, foi publicado às vésperas do LLeia mais

porCIPERJ

Estudo consegue distinguir natureza dos cânceres: se já ‘nascem’ malignos ou não

fonte: O Globo

Cânceres metastáticos nascem malignos ou se tornam malignos? Esta é uma questão importante na detecção e no tratamento precoce da doença. Na falta de uma resposta clara, pacientes recebem terapias agressivas quando são descobertos precocemente pequenos e anormais aglomerados de células, ainda que eles possam ser inofensivos.

Em um estudo publicado esta semana na revista “Proceedings of the National Academy of Sciences”, uma equipe de pesquisadores liderados por LLeia mais

porCIPERJ

Abertas atividades da Liga Acadêmica de Cirurgia Pediátrica em 2018

Nesta quinta-feira, dia 10, cerca de 25 alunos de Medicina da Unirio, da UFRJ e da Souza Marques participaram da aula inaugural da Liga Acadêmica em Cirurgia Pediátrica em 2018, realizada na Faculdade de Medicina da Unirio, na Tijuca.

No encontro, as Dras. Ana Teresa Oliveira e Danielle Forny, coordenadoras da liga, falaram um pouco do que será realizado ao longo do ano com visitas dos alunos a hospitais que contam com serviço de Cirurgia Pediátrica.

CONFIRA AS FOTOS

porCIPERJ

Conselho de Administração derruba diretor executivo da Geap

fonte: Correio Braziliense / Blog do Vicente

Em decisão monocrática, o presidente-substituto do conselho de administração da Geap Saúde, Manoel Messias Boaventura de Novais, encaminhou ontem ofício à gerência de Gestão de Pessoas determinando a demissão do diretor executivo da Geap Saúde, Roberto Sergio Fontenele Candido.

Segundo Boaventura, a postura demonstrada por Fontenele não condiz com a política de governança da Geap. Ele ainda detalhou que o executivo não apresentou resposta LLeia mais