Vídeos

porCIPERJ

Bebê deixa hospital no Rio aos seis meses após passar por 9 cirurgias

fonte: G1

Um bebê de seis meses que nasceu com má-formação congênita emocionou a equipe médica do Hospital Jesus, Vila Isabel, na Zona Norte do Rio. A pequena Laura nasceu em janeiro e passou seis meses internada porque nasceu com parte do cérebro exposto, já que sua membrana craniana não se fechou. Nesta quarta (8), após passar por 9 cirurgias, ela voltou para casa, como mostrou o RJTV.

As primeiras intervenções cirúrgicas não deram certo. A equipe tentou vários procedimentos diferentes até que conseguiu fechar a cabeça da menina usando uma cola biológica.

O bebê teve várias infecções e tomou antibióticos fortes. Depois de mais de 150 dias no hospital, Laurinha venceu.

“A gente não tinha como desistir, porque a gente chegava do lado de Laura, e ela estava sorrindo para a gente. A gente só desiste quando o jogo acaba. E o jogo da Laura ainda tem muita bola para rolar”, diz a neurocirurgiã Aline Saré.

A família divulgou na internet um vídeo de agradecimento. A menina seguirá a vida normalmente, mas terá pouco cabelo.

porCIPERJ

Vídeo mostra paciente cardíaco limpando banheiro em hospital no Rio

fonte: G1

Pacientes internados no Instituto Estadual de Cardiologia Aloysio de Castro, no Humaitá, na Zona Sul do Rio, estão tendo que fazer limpeza no hospital por falta de funcionários, como denunciado ao Bom Dia Rio, nesta quarta-feira (10).

Vídeo enviado pelo Whatsapp mostra paciente lavando banheiro, onde há sangue no chão. Eles passam pano de chão com água quente e detergente no piso.

“Não temos ninguém para lavar o banheiro. Nem tirar papel sujo das coisas, nada. Por falta de pagamento das empresas e o hospital até agora não se pronunciou com relação a isso. Paciente cardíaca lavando o banheiro”, relata o autor do vídeo.

Pacientes jogaram bilhetes pelas janelas para a equipe do Bom Dia Rio, onde contam que faltam medicamentos, que as cirurgias estão atrasadas e que o corpo de um paciente que morreu recentemente na unidade teve de ser descido pela escada porque os elevadores estão quebrados. O único elevador que está funcionando está cheio de lixo. O telejornal também flagrou pacientes acenando com lenços – aparentemente pedindo ajuda – das janelas da unidade.

A filha de uma paciente contou que a mãe está internada há dois meses esperando por uma cirurgia. E até agora não tem noção de quando isso vai acontecer. A mulher disse ainda que há uma ala em quarentena no sexto andar do hospital devido a uma bactéria na enfermaria. Os pacientes desta ala estão isolados.

A Secretaria Estadual de Saúde informou que não houve greve de funcionários da limpeza na terça-feira (9), como denunciado pelos pacientes. A secretaria disse que alguns funcionários faltaram e que a limpeza está normal na unidade. Já com relação aos elevadores, o governo do estado diz que os equipamentos são antigos e que a paralisação foi temporária.

Na frente do hospital há uma placa informando que o governo do estado está gastando quase R$ 1 milhão para reformar a fachada.